A surpresa na caixa de correio

  Este já é o terceiro post sobre o assunto (reveja aqui o primeiro e o segundo). No começo de 2018 descobrimos que o processo referido na margem do assento de nascimento da avó do Diogo (meu marido) havia sido extraviado. Considerando o tamanho do arquivo do Tribunal, bem como a antiguidade do processo (ano … Continue lendo A surpresa na caixa de correio

Como organizar a árvore genealógica? – Parte 1

Quando começamos a localizar informações sobre nossos antepassados, o primeiro pensamento é: vou fazer minha árvore genealógica! Não há consenso sobre a origem do termo “árvore genealógica”, somente se sabe que ela é usada pois a organização dos antepassados em ramos, que aumentam a cada geração, lembra o desenho de uma árvore. Antes limitada às … Continue lendo Como organizar a árvore genealógica? – Parte 1

Pesquisas para além das igrejas e cartórios

Ciao! Quando se pensa em pesquisa genealógica ou obtenção de dupla nacionalidade, a primeira ideia que vem à mente, após revirar as pastas de documentos que se tem em casa, é procurar o cartório ou igreja mais próximos, para pesquisar e solicitar certidões (batismo, nascimento, casamento, óbito). O procedimento não está errado, mas caso as … Continue lendo Pesquisas para além das igrejas e cartórios

Voltamos!

  Ciao! Passei rapidinho só para avisar que depois de um tempo considerável (quase 2 anos) sem postar, o blog retorna às atividades. Nesse período aconteceram muitas coisas interessantes, fiz muitas pesquisas, cursos e viagens... aprendi muita coisa sobre genealogia, pesquisa, paleografia e cidadania, e pretendo compartilhar com vocês por aqui. Até o próximo post! … Continue lendo Voltamos!

Pesquisando no Tribunal de Justiça

Finalmente consegui alguma informação sobre o prontuário escolar da nonna. A funcionária da secretaria levou dias para achar a "pasta" no arquivo morto da escola, mas nem deu para comemorar, pois em 1939 o prontuário era somente uma anotação em um caderno. Não havia nenhum documento anexado, e na anotação não tinha quase nada, somente … Continue lendo Pesquisando no Tribunal de Justiça

A odisseia ainda não acabou: prontuário escolar

Acho que até o momento não deixei claro qual o problema com o registro de nascimento da nonna. Como já citei antes, foi localizado um registro de nascimento feito quando ela tinha 18 anos. O problema é que ela foi a declarante, e não seu pai, o antenato - aquele que transmite a cidadania italiana. … Continue lendo A odisseia ainda não acabou: prontuário escolar

A odisseia pelo registro de nascimento da nonna

E a odisseia pelo registro de nascimento da nonna continua... nunca o nome deste blog fez tanto sentido!! Na última postagem, citei que havia enviado e-mail para o Comune do antenato solicitando uma busca pela certidão de nascimento da filha dele, a nonna, nos registros do Ufficio di Stato Civile, já que ela morou lá na … Continue lendo A odisseia pelo registro de nascimento da nonna